quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Tendências para arquitetura de interiores- 2016

Por Gabriela Seabra. 

No mundo agitado e conectado em que vivemos hoje, sempre que pensamos em consumir algo somos influenciados sobre o que é tendência ou não, seja na moda, gastronomia ou arquitetura. Quando se trata de construir ou reformar, seja residencial ou comercial, estamos sempre querendo inovar, deixando o ambiente o mais atual e descolado gastando o mínimo possível. A ajuda de um profissional nesta hora é de extrema importância, visto que ele auxiliará na escolha dos melhores materiais e mobiliários de acordo com a funcionalidade, tendência e essência do cliente.
Assim como na moda ou gastronomia, os estilos arquitetônicos vem sofrendo fortes mudanças ao longo do tempo, sejam eles nas fachadas residenciais, mobiliário, revestimentos e cores. Para que possamos determinar quais tendências deveremos adotar ao trabalhar os espaços de vivencia é necessário que tenhamos fixo em nossas mentes modelos de referencia.  Para auxiliar na escolha destas referências, separei abaixo as atuais tendências no que se refere a arquitetura de interiores.


Projetos faca você mesmo: Se tratando dos tempos econômicos em que estamos, uma tendência que vem se fortalecendo nos últimos anos é o projeto de mobiliários faça você mesmo. Esta tendência engloba a utilização de materiais recicláveis na elaboração de móveis simples e funcionais. Dentre os materiais utilizados se destacam o pallet, engradados, tambores e cavaletes de madeira como apontados nas figuras baixo. 



Mesas utilizando  cavaletes de madeira


Aqui, os tambores depois de tratados e pintados se transformaram  em bancada para pia e mesa de apoio. 


Os pallets são materiais muito versáteis e se transformam com muito estilo nos mais variáveis tipos de moveis. 

 


As “sobras” da construção resultaram em um charmoso sofá utilizando tijolos e ripas de madeira. 

Os móveis da vovó: A restauração ou ate mesmo reforma de moveis antigos tem se mostrado uma forte tendência atualmente. Tanto nas cadeiras como nos aparadores e louçaria a utilização do “móvel da casa da vovó” em conjunto com elementos de decoração mais atuais como o vidro espelhado, eleva ao ambiente sofisticação e identidade. 

 

Após a reforma dos aparadores, estes compõem ambientes atuais e descolados em conjunto com revestimentos atuais como a forma geométrica do papel de parede e espelhos. 

 

Na louçaria, o vintage já invadiu as vitrines das lojas e as mesas das residências. 

 

      Ambiente que utiliza de cores neutras para destacar o mobiliário reformado em cores vibrantes. 


Ambientes Integrados: Visto a falta de espaço que temos vivenciado, a utilização de ambientes integrados e de elementos que potencializem essa integração são a inspiração do momento. Seguem alguns exemplos de como essa proposta pode ser aplicada. 



O espelho e elementos espelhados são os mais utilizados para proporcionar a sensação de amplitude. Cores neutras e iluminação indireta também são grandes aliados na hora de se projetar estes espaços. 

 

Além do espelho, neste ambiente optou-se pela utilização de moveis translúcidos para potencializar a sensação de integração e amplitude do ambiente.


Iluminação: A iluminação é de grande importância para se projetar ambientes mais sofisticados e aconchegantes. Esta é uma tendência que vem conquistando aos poucos o mercado , visto que ainda falta o planejamento na hora de se projetar os ambientes. Atualmente estou me qualificando através de Pós graduação em iluminação , e o que tenho percebido como é impressionante como um mesmo ambiente se comporta de diversas formas mudando apenas o tipo de lâmpada , direção ou foco de iluminação. 

 

Ambiente integrado e aconchegante com diversos tipos de iluminação.