quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Cozinhas iluminadas: algumas tendências para a sua casa

Em locais de trabalho, como cozinhas e lavanderias, a iluminação uniforme evita a fadiga dos olhos. Para bancadas, indicam-se lâmpadas com excelente fidelidade na reprodução de cores (IRC), que atinjam um índice mínimo de 84%. Isso é importante para que você possa identificar as tonalidades exatas dos alimentos na fase de preparo.
As incandescentes (entre elas, as dicroicas) são as campeãs nesse quesito. Na seleção da coifa, vale o mesmo tipo de iluminação, mas com lâmpadas mais potentes, a partir de 50 w. Quanto ao pendente sobre mesa de jantar, respeite a distância entre 0,90 e 1 m do tampo.
 Ao escolher a maioria das luminárias, convém optar por modelos com tampas ou cúpulas removíveis, que facilitam a remoção da gordura.
Seguem alguns exemplos de tendências para iluminação de cozinhas, que valoriza ainda mais o ambiente e o deixa ainda mais aconchegante:



Nesta cozinha, a opção foi por alocar simetricamente as luminárias no forro. Sobre a área do fogão, foram utilizadas lâmpadas dicroica de 50 w e 3 mil k. Sobre as demais bancadas, foram adotadas o halopin de 60w, para causar um efeito difuso na área de trabalho. Nos armários, reentrâncias na parte inferior trazem lâmpadas xênon em um perfil metálico.   


Com uma mesa de jantar espaçosa, a cozinha deste apartamento em São Paulo aproxima os moradores dos convidados enquanto se prepara a comida. A iluminação atende a todas as funções. No rasgo do forro de gesso (20 cm de largura), as fluorescentes T5 oferecem ótimos fluxo luminoso e índice de reprodução de cores. Para clarear a mesa por inteiro, alocaram-se três pendentes (Tec Lutres) a 60 cm de distância entre si. Eles usam lâmpadas halopin de 50 w, que geram uma luz mais quente. Na bancada de granito, onde estão os vasinhos coloridos, dicroicas emitem um facho fechado, pontual. Todos os recursos funcionam em circuitos independentes.


Nada de luminárias em excesso espalhadas pelo forro. O pendente com design marcante reina absoluto sobre a mesa de jantar. Ele cria luz difusa com uma lâmpada eletrônica amarela de 11 w (Osram). No teto, a sanca esconde uma mangueira luminosa que delimita o ambiente. Para focalizar a área da bancada, spots com fluorescente compacta E27 de 24 w iluminam a área de preparo da comida.